Glück Project

Uma investigação sobre a felicidade

seu-jorge-Guilherme-Santana-5320

Como o rock nacional dos anos 80 deixou a música brasileira mais branca e careta

Phil Anselmo (ex-vocalista do Pantera) fez uma saudação nazi e chocou o mundo gerando uma série de discussões sobre o heavy metal ser ou não um gênero musical reaça. Me lembrou de uma entrevista do Seu Jorge que dizia que “rock não é um gênero pro negro”. Lembro que depois dessa entrevista, muitos brancos quiseram ensinar pro negro Seu Jorge como o rock havia sido criado por negros como Chuck Berry e Little Richard e eletrificado pelo negro Jimi Hendrix….

Continuar lendo

filho-ultrassom-gluck

Carta ao filho

por Fred Di Giacomo Filho, hoje é meu aniversário, mas pode virar seu aniversário também. Ensimesmado na barriga da sua mãe você já passou das 40 semanas e não nos deu o prazer de sua graça. Há nove meses acompanhamos você crescendo devagar em ultrassons 3D e consultas de pré-natal. Há nove meses fantasiamos como será a cor do seu cabelo, o timbre do seu choro e suas manias e gostos pessoais. Deu um trabalhão colocar a vida e a…

Continuar lendo

karin-ulysses (1)

Um livro, um filho, uma árvore

por Karin Hueck Vou dar à luz nos próximos dias e ouvi de muita gente com filhos que os livros acabaram esquecidos nos primeiros meses de bebê. Como não consigo imaginar minha vida sem eles (os livros, no caso; sem filhos tenho vivido até agora), tratei de ler o maior número possível de páginas em 2015 – quase todas nas madrugadas insones causadas pelo barrigão. Vi muitas auroras surgirem ao lado do meu Kindle no ano passado. Dos 61 livros…

Continuar lendo

Fred Di Giacomo e os livros que leu em 2015

74 livros que li (e me fizeram uma pessoa melhor), em 2015 – por Fred Di Giacomo

por Fred Di Giacomo Muita gente reclamou de 2015 e, para mim, este foi um ano um pouco estranho mesmo, um pouco morno, em que trabalhei bastante, plantei bastante coisa, esperei (inclusive um filho que ainda não nasceu, heheh) e estruturei a vida para ter um 2016 com muitos acontecimentos. Foi um ano de semear e esperar, não tão rico de acontecimentos como 2013 ou 2014, quando comecei o Glück. Mas de uma coisa não posso reclamar: li mais do…

Continuar lendo

Arte: Renata Miwa

Retrospectiva: os 8 textos do Glück mais acessados em 2015

Hey, pessoal, como foi 2015 para vocês? Para nós do Glück foi um ano de espera, aprendizado e de plantar sementinhas que esperamos que floresçam nos próximos anos. Sim, foi um ano de cultivo e a semente mais importante que plantamos em 2015 foi nosso filhinho que deve nascer em janeiro. Mais que qualquer texto que escrevemos ou livro que lemos, isso mudou radicalmente nossa rotina, nossos planos e nossa perspectiva do que é uma vida feliz. Neste ano também…

Continuar lendo

02722e8404d9e8dd2ec003b249db0ce3d05bda19_1600x1200

De onde vem a felicidade?

Por Priscila Bellini Talvez você consiga encontrá-la no mapa, talvez em uma animação de dois minutos. Só que, por trás disso tudo, a fonte comum seria a gratidão. É o que defende o monge David Steindl-Rast, em sua palestra sobre a atitude de ser grato. E a base vem da nossa vida cotidiana, já que a tal gratidão só dá as caras em situações determinadas: quando nós presenciamos algo valioso e que, ao mesmo tempo, essa oportunidade é dada. Não…

Continuar lendo

matthieu ricard

Como fazer da felicidade um hábito?

Por Priscila Bellini Se perguntassem para você o que é necessário para obter a felicidade, o que você diria? Provavelmente, listaria alguns pontos importantes — a estabilidade financeira, o carro do ano, algum relacionamento amoroso são alguns dos meus palpites iniciais. E, com certeza, são elementos que encontramos exteriormente. O monge budista Matthieu Ricard, que antes trabalhava como bioquímico na França, propõe algo diferente em sua palestra: que, ao nos perguntarmos sobre a felicidade, olhemos para dentro. Isso porque nosso…

Continuar lendo

Dear-Daddy

A carta de uma recém-nascida a seu pai

Por Priscila Bellini A campanha da CARE International lançada na Noruega, #DearDaddy (Querido Pai) já recebeu milhões de visualizações e ganhou destaque no Facebook. A ideia é demonstrar como alguns pontos que chamamos de normais demonstram uma cultura de violência contra as mulheres. O vídeo começa tratando da linguagem usada pelos garotos para se referir às moças — como vadia, vaca e termos semelhantes — e discute como essa cultura chega a níveis ainda piores. Confira: E você, o que…

Continuar lendo

Flattered Woman Smiling --- Image by © Royalty-Free/Corbis

Vamos apostar nessa ideia radical de alegria?

Por Priscila Bellini Que sorte a minha ter conhecido um rapaz palestino chamado Anas. A família dele foi expulsa da própria vila, Kakoon, e hoje vive no Qatar, um país minúsculo no Golfo. Por um acaso muito bem-vindo, encontrei o Anas nos Estados Unidos, e logo notei: em cinco minutos de conversa, ele é a pessoa capaz de te mostrar receitas bem simples de felicidade. Pra começar, o rapaz sempre está disposto a falar de um ideal de alegria pautado…

Continuar lendo

Meditation

5 coisas para fazer quando nada parece dar certo

Por Priscila Bellini Estamos nos últimos dias do ano e, além de reunir os votos para o ano que está logo aí, convém pensar no que passou. E, não adianta mentir, houve momentos no caminho em que nada parecia dar certo — ou, como minha mãe costuma dizer, quando você se sente “o cocô do cavalo do bandido”. Nessas horas, há uma lista de coisas que você pode fazer: 1) Meditar Se você ainda não sabe como fazer isso e…

Continuar lendo

anterior