A felicidade segundo Hitchcock

Por Priscila Bellini Nem só de cenas de tirar o fôlego vivia o mestre do suspense. Em uma de suas entrevistas, Hitchcock explica qual é a sua definição de felicidade: É um cenário bem simples, descrito pelo diretor: »Um horizonte limpo — nada para se preocupar, só coisas criativas e nada destrutivo. Eu não consigo suportar brigas, não consigo suportar esses sentimentos entre as pessoas — eu acho que o ódio é um desperdício de energia, e que nada disso…

Continuar lendo