Um livro, um filho, uma árvore

por Karin Hueck Vou dar à luz nos próximos dias e ouvi de muita gente com filhos que os livros acabaram esquecidos nos primeiros meses de bebê. Como não consigo imaginar minha vida sem eles (os livros, no caso; sem filhos tenho vivido até agora), tratei de ler o maior número possível de páginas em 2015 – quase todas nas madrugadas insones causadas pelo barrigão. Vi muitas auroras surgirem ao lado do meu Kindle no ano passado. Dos 61 livros…

Continuar lendo