“Trabalhos sem amor, trabalhos tediosos (…) — essa é uma das mais dolorosas misérias da condição humana”, Wislawa Szymborska

por Wislawa Szymborska, tradução Carlos Alberto Bárbaro Dizem que a primeira frase de qualquer discurso é sempre a mais difícil. Bem, agora ela já ficou para trás. Embora algo me diga que as frases por vir — a terceira, a sexta, a décima e assim sucessivamente, até a última linha — serão tão difíceis quanto, já que é suposto que eu tenha que falar sobre poesia. Falei muito pouco sobre o assunto, quase nada, na verdade. E sempre que isso aconteceu, eu…

Continuar lendo