Réquiem para uma investigação sobre a felicidade – parte 1 (coisas que aprendi quando resolvi buscar sentido para existência)

Antes de mais nada, eu queria fazer duas perguntas simples: quem, aqui, se considera uma pessoa feliz? E quem está se sentindo feliz no momento? Agora, pensem por um minuto sobre qual foi o pior momento da vida de vocês. Eu acredito que o meu tenha sido uma das minhas crises de pânico, em 2008, quando eu não conseguia ver muita saída ou opção para meus problemas e a existência andava triste e sem graça. Acho importante, quando falamos de…

Continuar lendo