A arte serve como terapia

Por Priscila Bellini

Além de lotar as galerias e chamar a atenção dos aficcionados, as obras de arte servem para quê? Bem, há uma enxurrada de respostas para a inquietação — e uma delas, que você já viu aqui no Glück, é a capacidade de mudar vidas –, mas o filósofo Alain de Botton escolheu só uma para o seu discurso. Na palestra para a School of Life, projeto que ele encabeça com outros colegas, Botton explica como as esculturas, pinturas e outras formas de arte servem como terapia.

Ou seja, pintar um quadro pode servir para reavivar a memória e evitar que ela apague momentos muito bons — por exemplo, aquela vez em que você e seu namorado tomaram chuva depois de um dia no parque. Em outros casos, quando a vida fica cinza, desenhar um buquê de flores pode mostrar como alguns detalhes do dia a dia são incríveis e simples.

Legal, né? Quem sabe criar um pouco de arte te ajude a ter uma vida mais plena e feliz.

=> Este post te ajudou? Apoie o Glück!
A forma mais prática de nos ajudar é fazer uma assinatura mensal do Glück. Funciona como uma assinatura de revista: você paga um preço fixo, que nos ajuda a ter uma estabilidade para produzir o conteúdo que você lê aqui. Existem três valores que você pode optar escolher para assinar:


Se você quiser fazer apenas uma doação única, insira o valor desejado abaixo (dá pra pagar com PayPal ou cartão de crédito):