Glück Project

Uma investigação sobre a felicidade

preconceito

violência

Tudo que você sabia sobre a violência no Brasil estava errado

Postado em 5 de maio de 2016

por Fred Di Giacomo, originalmente postado na Elástica. Nilópolis, Baixada Fluminense. Eram 5:58 da manhã, quando o HB20 que levava Haissa Vargas Motta para casa, passou a ser perseguido por homens armados. A jovem de 22 anos estava sentada no banco de trás do carro branco. “Dormiu, lek! Perdeu um pagodão”, era a mensagem que acabara de mandar para a prima Mayara. Enquanto um dos perseguidores dirigia veloz, o outro disparava 10 tiros de fuzil e gritava para os amigos…

Continuar lendo

12 depoimentos que mostram que vale a pena discutir música e racismo no Brasil.

Semana passada postei um artigo no Medium sobre como o rock dos anos 80 ajudou a deixar nossa música pop brasileira mais branca, machista e careta. A repercussão foi muito maior do que eu imaginava, com o texto atingindo mais de 250 mil views em 3 dias, sendo republicado em sites como o Geledés — Instituto da Mulher Negra, HuffPost Brasil e até o roqueiro Whiplash. Muita gente pelo Brasil compartilhou, debateu, curtiu e xingou muito no Twitter. Lendo as centenas de…

Continuar lendo

Roqueiros brancos pensaram que um texto havia sido escrito pelo Seu Jorge e passaram vergonha

por Fred Di Giacomo Há 15 dias um texto que escrevi sobre “como o rock dos anos 80 deixou a música brasileira mais branca e careta” viralizou aqui no Medium e foi visualizado mais de 260 mil vezes em poucos dias, além de ser republicado em vários sites. Um desses sites foi o Whiplash, que se define como o mais importante veículo de comunicação sobre Rock e Heavy Metal do Brasil. 12 depoimentos que mostram que vale a pena discutir…

Continuar lendo

Como o rock nacional dos anos 80 deixou a música brasileira mais branca e careta

Phil Anselmo (ex-vocalista do Pantera) fez uma saudação nazi e chocou o mundo gerando uma série de discussões sobre o heavy metal ser ou não um gênero musical reaça. Me lembrou de uma entrevista do Seu Jorge que dizia que “rock não é um gênero pro negro”. Lembro que depois dessa entrevista, muitos brancos quiseram ensinar pro negro Seu Jorge como o rock havia sido criado por negros como Chuck Berry e Little Richard e eletrificado pelo negro Jimi Hendrix….

Continuar lendo

Ser você mesmo faz toda a diferença

Por Priscila Bellini A gente sabe que, com tanta homofobia, lesbofobia, transfobia (e outras tantas opressões), assumir-se é um grande passo — e essencial para ser feliz. E nós já mostramos aqui no Glück o quanto acreditamos que todas as pessoas têm o direito à felicidade. Por isso, separamos três vídeos que explicam a importância de tomar essa atitude 1)“Não se esconda” Foi o conselho que o Patrick Haggerty ouviu, nos anos 50, do próprio pai. Ele era um garotinho…

Continuar lendo

Ava DuVernay diretora de cinema

Quatro projetos incríveis para apoiar mulheres negras

por Priscila Bellini Quantas mulheres negras você já viu levar troféus em premiações? Pode ser qualquer área, independe do gosto do freguês – vai da competição de engenharia à de melhor atriz. Por trás dessa falta de visibilidade, não está a falta de competência, não. A explicação para o problema veio no discurso da atriz americana Viola Davis (de How to Get Away With Murder) que levou o Emmy deste ano na categoria de Melhor Atriz em drama. “A única…

Continuar lendo

A escritora Fatou Diome

Você vai se emocionar com esse lindo discurso em defesa dos imigrantes

Os ânimos andam acirrados na Europa com a crescente onda de imigração provocada, principalmente, pelos conflitos na Síria e no Iraque. Em um debate sobre os imigrantes na França, a escritora senegalesa Fatou Diome fez uma linda fala em defesa dos expatriados que estão tentando entrar na Europa fugindo de guerras e desastres em seus países e lembrou que somos todos uma família vivendo juntos nessa grande aldeia global. Assista e tente não se emocionar: => Este vídeo te ajudou?…

Continuar lendo

Por que precisamos falar sobre transexualidade?

Nós do Glück acreditamos que TODO MUNDO tem direito a felicidade. Por isso, abominamos qualquer tipo de preconceito e procuramos espalhar a ideia de que as diferenças devem ser respeitadas. No vídeo abaixo, produzido pela Superinteressante, vocês vão entender por que temos que falar sobre transexualidade e como os trans ainda sofrem no Brasil. Leia também: -O dia em que descobri que era preconceituoso -Como ser feliz no trabalho? Apoie o Glück 🙂 Se nossa investigação e nossos textos têm…

Continuar lendo

Manifesto por um mundo menos babaca

Postado em 25 de maio de 2015

Fred Di Giacomo Somos todos babacas. Por mais perfume que a gente passe, por mais plásticas que a gente faça, por mais MBAs que a gente pague; somos todos grandessíssimos babacas. “Tudo é vaidade”, reza a Bíblia – um dos livros mais antigos que conhecemos e que ainda guia a vida de muita gente por aqui. E a vaidade é uma grande inimiga quando precisamos deixar de ser babacas. Todo ser humano – mesmo Albert Einstein ou Marie Curie, mesmo…

Continuar lendo

10 pessoas inspiradoras e seus projetos incríveis

2014 foi um ano intenso. Teve Copa, protesto, goleada histórica, eleições acirradas, escândalos e brigas que começaram nas redes sociais e terminaram nos almoços de família ou até em protestos na rua que pediam a #voltadaditadura. Foi também o ano em que desenvolvemos nossa pesquisa sobre a felicidade que compartilhamos com vocês aqui no Glück. Pesquisamos, entrevistamos, viajamos e procuramos viver uma vida mais plena. E agora, José? Voltamos para o Brasil e como fazer para se readaptar à velha…

Continuar lendo

anterior