Glück Project

Uma investigação sobre a felicidade

Textões

Réquiem para uma investigação sobre a felicidade – parte 2 (sobre dinheiro e o desafio de viver no presente)

por Fred Di Giacomo Para encerrar nossa investigação sobre a felicidade, me dispus a compilar meus aprendizados em 3 posts. Vamos começar o segundo deles atacando a clássica dúvida “Dinheiro compra felicidade?”. Para isso, convido dois grandes filósofos para discorrer sobre esse tema fundamental da existência: Parece que Mano Brown e Sêneca concordam quando o assunto é “dinheiro vs felicidade”, mas o que a ciência diz sobre essa grande questão da humanidade? Uma pesquisa de Princeton, de 2010, conduzida pelo economista vencedor do Nobel,…

Continuar lendo

Réquiem para uma investigação sobre a felicidade – parte 1 (coisas que aprendi quando resolvi buscar sentido para existência)

Antes de mais nada, eu queria fazer duas perguntas simples: quem, aqui, se considera uma pessoa feliz? E quem está se sentindo feliz no momento? Agora, pensem por um minuto sobre qual foi o pior momento da vida de vocês. Eu acredito que o meu tenha sido uma das minhas crises de pânico, em 2008, quando eu não conseguia ver muita saída ou opção para meus problemas e a existência andava triste e sem graça. Acho importante, quando falamos de…

Continuar lendo

“Trabalhos sem amor, trabalhos tediosos (…) — essa é uma das mais dolorosas misérias da condição humana”, Wislawa Szymborska

por Wislawa Szymborska, tradução Carlos Alberto Bárbaro Dizem que a primeira frase de qualquer discurso é sempre a mais difícil. Bem, agora ela já ficou para trás. Embora algo me diga que as frases por vir — a terceira, a sexta, a décima e assim sucessivamente, até a última linha — serão tão difíceis quanto, já que é suposto que eu tenha que falar sobre poesia. Falei muito pouco sobre o assunto, quase nada, na verdade. E sempre que isso aconteceu, eu…

Continuar lendo

“A vida é arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”

“A vida é arte do encontro Embora haja tanto desencontro pela vida”, Vinicius de Moraes Ontem, em meio ao temporal que lavou São Paulo, eu e Karin ficamos conversando no escuro, iluminados por relâmpagos que dançavam ao som das trovoadas, esperando a luz voltar. Alheios à destruição que rolava pelo bairro, lembrávamos do tempo em que moramos em Berlim e falávamos da vontade de voltar para lá um dia. Hoje, aproveitando que tinha terminado um frila, fui arrumar a mesa de…

Continuar lendo

Como controlei meu pânico e consegui andar de avião

“A tristeza faz você ver outras coisas que a alegria não te deixa ver”, Hélio Leites “Um povo que concebe a vida exclusivamente como busca da felicidade só pode ser cronicamente feliz” Marshal Sahlins Comecei a escrever esse texto, em 2014, a bordo de um avião que saía de São Paulo com destino ao Rio de Janeiro. Meu intuito era dar uma entrevista para a rede Globo a respeito da minha pesquisa sobre a felicidade. Parece uma vitória boa, né?…

Continuar lendo

violência

Tudo que você sabia sobre a violência no Brasil estava errado

Postado em 5 de maio de 2016

por Fred Di Giacomo, originalmente postado na Elástica. Nilópolis, Baixada Fluminense. Eram 5:58 da manhã, quando o HB20 que levava Haissa Vargas Motta para casa, passou a ser perseguido por homens armados. A jovem de 22 anos estava sentada no banco de trás do carro branco. “Dormiu, lek! Perdeu um pagodão”, era a mensagem que acabara de mandar para a prima Mayara. Enquanto um dos perseguidores dirigia veloz, o outro disparava 10 tiros de fuzil e gritava para os amigos…

Continuar lendo

12 depoimentos que mostram que vale a pena discutir música e racismo no Brasil.

Semana passada postei um artigo no Medium sobre como o rock dos anos 80 ajudou a deixar nossa música pop brasileira mais branca, machista e careta. A repercussão foi muito maior do que eu imaginava, com o texto atingindo mais de 250 mil views em 3 dias, sendo republicado em sites como o Geledés — Instituto da Mulher Negra, HuffPost Brasil e até o roqueiro Whiplash. Muita gente pelo Brasil compartilhou, debateu, curtiu e xingou muito no Twitter. Lendo as centenas de…

Continuar lendo

Roqueiros brancos pensaram que um texto havia sido escrito pelo Seu Jorge e passaram vergonha

por Fred Di Giacomo Há 15 dias um texto que escrevi sobre “como o rock dos anos 80 deixou a música brasileira mais branca e careta” viralizou aqui no Medium e foi visualizado mais de 260 mil vezes em poucos dias, além de ser republicado em vários sites. Um desses sites foi o Whiplash, que se define como o mais importante veículo de comunicação sobre Rock e Heavy Metal do Brasil. 12 depoimentos que mostram que vale a pena discutir…

Continuar lendo

Como o rock nacional dos anos 80 deixou a música brasileira mais branca e careta

Phil Anselmo (ex-vocalista do Pantera) fez uma saudação nazi e chocou o mundo gerando uma série de discussões sobre o heavy metal ser ou não um gênero musical reaça. Me lembrou de uma entrevista do Seu Jorge que dizia que “rock não é um gênero pro negro”. Lembro que depois dessa entrevista, muitos brancos quiseram ensinar pro negro Seu Jorge como o rock havia sido criado por negros como Chuck Berry e Little Richard e eletrificado pelo negro Jimi Hendrix….

Continuar lendo

Carta ao filho

por Fred Di Giacomo Filho, hoje é meu aniversário, mas pode virar seu aniversário também. Ensimesmado na barriga da sua mãe você já passou das 40 semanas e não nos deu o prazer de sua graça. Há nove meses acompanhamos você crescendo devagar em ultrassons 3D e consultas de pré-natal. Há nove meses fantasiamos como será a cor do seu cabelo, o timbre do seu choro e suas manias e gostos pessoais. Deu um trabalhão colocar a vida e a…

Continuar lendo

anterior