Mo Asumang , a mulher negra que decidiu conversar cara a cara com grupos de racistas.

Postado em 18 de julho de 2014

Mo Asumang nasceu na Alemanha, filha de pai ganês e mãe alemã. Incomodada com o racismo que presenciou, ela decidiu conversar cara a cara com nazistas e radicais de direita de seu país. Armada apenas com uma câmera, Mo Asuma fez a mesma coisa nos Estados Unidos onde conversou com membros do Klu Klux Klan e defensores da supremacia branca. Da experiência surgiu um belo documentário produzido pela BBC britânica. O que será que os racistas fizeram quando se viram conversando cara a cara com uma negra? Confira um pouquinho abaixo.

-Este texto te ajudou? Então apoie o Glück 🙂 !

Leia também:
– O dia em que descobri que era preconceituoso
-Vale a pena largar tudo em busca da felicidade?
-Ele escolheu morar na rua e encontrou um sentido para a vida