Por que precisamos de poesia

Por Priscila Bellini

Aqui no Glück, não faltam posts que mostram o nosso amor pelos livros, e a certeza de que, sim, os livros mudam vidas. E eu arriscaria dizer, logo de cara, que essa regra vale ainda mais para os livros de poesia. Os versos de Pablo Neruda, as canções de Hilda Hilst, as análises certeiras em forma de poesia feitas por Drummond: esse repertório extenso de poesia faz um bem absurdo. Mas por que nós gostamos tanto (ou, em outras palavras, chegamos a precisar) de poesia? O crítico literário Stephen Burt explica em uma de suas palestras:

E aí, você tem algum poema em especial, do qual goste mais? Compartilhe com a gente!

=> Este post te ajudou? Apoie o Glück!
A forma mais prática de nos ajudar é fazer uma assinatura mensal do Glück. Funciona como uma assinatura de revista: você paga um preço fixo, que nos ajuda a ter uma estabilidade para produzir o conteúdo que você lê aqui. Existem três valores que você pode optar escolher para assinar:

Se você quiser fazer apenas uma doação única, insira o valor desejado abaixo (dá pra pagar com PayPal ou cartão de crédito):