ThaiWiese: O delicioso (e ilegal) mercado tailandês de Berlim

por Fred Di Giacomo

A melhor comida tailandesa de Berlim não pode ser comprada em nenhum restaurante da cidade. Ela é vendida ilegalmente na grama do Preußenpark (Parque da Prússia) em ensolarados domingos de verão. Não existe uma data oficial para encontrar as dezenas de mulheres tailandesas que vendem suas iguarias sem alvará nem documento, mas a coisa costuma funcionar entre meio-dia e oito da noite. Berlim no verão é uma festa: dezenas de turistas, hipsters, naturistas e estudantes enchem os parques, lagos e praias artificiais da cidade. Se você quer fugir das opções óbvias, o ThaiWiese (ou “Parque Tailandês”) é uma ótima oportunidade. Os tailandeses não vieram para Berlim em grandes fluxos migratórios como os turcos e vietnamitas. Esses dois grupos mudaram para a Alemanha seduzidos por contratos de trabalho temporário tanto do lado capitalista (no caso dos turcos), quanto do lado comunista (no caso dos vietnamitas), nos anos da Guerra Fria, em que Berlim era dividida por um muro que separava ocidente e oriente. Eles acabaram se estabelecendo na cidade; criando dezenas de restaurantes típicos e dando uma cara multiéntica para a capital alemã – onde 13,5% da população é composta de estrangeiros vindos de 190 países diferentes. Muitas das mulheres que vendem seus quitutes no ThaiWiese são casadas ou divorciadas com alemães e voltam no inverno para seus países de origem.

 

Tailandesa vende quitutes no ThaiWiese, em Berlim

Tailandesa vende quitutes no ThaiWiese, em Berlim

O Preußenpark é basicamente um gramadão circulado por algumas árvores onde as pessoas trazem suas cangas e toalhas para sentar e apreciar exóticas iguarias vendidas a preços baratíssimos. O céu azul e o aroma de fritura entretem famílias, jovens e um tiozinho falador que traja saia e fotografa – tranquilo – o colorido ambiente. Doce de leite de coco com cebolinha, linguiça tailandesa feita com arroz, salada de Papaya e sopa de porco com macarrão são algumas das receitas preparadas na hora. (O tipo de receita que nunca havia encontrado em restaurantes tailandeses “típicos”). Por alguns trocados, você ainda ganha uma massagem tailandesa. Um conselho picante: quando as tailandesas perguntarem se você quer seu prato apimentado, considere que elas não brincam em serviço.

 

Karin e sua tia Sabine no Thaiwiese em Berlim

Karin e sua tia Sabine no Thaiwiese em Berlim

Serviço:
O PreußenPark fica na rua
Fehrbelliner Platz, 10707. A estação de metrô mais próxima é a Fehrbelliner Platz por onde passam as linhas U3 e U7
QUANDO Não existe uma programação “oficial” para o ThaiWiese, mas as cozinheiras tailandesas costumam aparecer no parque todo domingo sem chuva no verão, entre o meio-dia e as oito da noite

Uma versão bastante editada deste texto foi publicada originalmente na SUPERINTERESSANTE, em 2014.

=> Este post te ajudou? Apoie o Glück!
A forma mais prática de nos ajudar é fazer uma assinatura mensal do Glück. Funciona como uma assinatura de revista: você paga um preço fixo, que nos ajuda a ter uma estabilidade para produzir o conteúdo que você lê aqui. Existem três valores que você pode optar escolher para assinar:

Se você quiser fazer apenas uma doação única, insira o valor desejado abaixo (dá pra pagar com PayPal ou cartão de crédito):


Leia também:
-Guia sentimental e prático de Berlim
-Por que Berlim?

Pessoas comem e relaxam no Thaiwiese

Pessoas comem e relaxam no Thaiwiese

=> Este texto te ajudou? Então apoie o Glück! 😀
Se nossa investigação e nossos textos têm sido úteis para a sua vida e  se você quer apoiar o Glück a continuar gerando conteúdo de qualidade, apoie a gente. Como?
Assine
A forma mais prática de nos ajudar é fazer uma assinatura mensal do Glück. Funciona como uma assinatura de revista: você paga um preço fixo, que nos ajuda a ter uma estabilidade para produzir o conteúdo que você lê aqui. Existem três valores que você pode optar escolher para assinar:




Se você quiser fazer apenas uma doação única, insira o valor desejado abaixo (dá pra pagar com PayPal ou cartão de crédito):